quinta-feira, 17 de março de 2011

Hoje

Uma alma desassossegada, uma tristeza no olhar, um corpo cansado mas um vulcão em erupção. Um desejo latente, uma preguiça de me explicar, uma sede de vida, vendaval de emoções, um turbilhão, e é sempre só você que acalma a minha pressa e me entende, do início ao fim.

Um comentário:

  1. Gostei do texto. Simples e interessante.

    http://boomnaweb.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Qual a sua intenção?