quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Assim que somos, assim que seremos.

Então me vens e me chega e me invades e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos pequenos e abres a boca e me beijas e me completas assim sem urgências, e me concentro inteira nas coisas que me contas. E assim calada, e assim gemendo te mastigo dentro de mim enquanto me tomas com lenta delicadeza. E segura em teus braços, deixas claro em cada promessa, que nada devo esperar além dessa felicidade colorida, que me queres assim porque assim que és, e assim que vais ser...  É assim que somos, assim que seremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua intenção?